Redbeer Club > Redbeer Club - full lenght (2014)

Marcus Headbanger man
O Redbeer Club é uma banda de Hard n' Heavy ludovicense, estão na batalha por suas músicas desde o ano 2010, e após três anos nesta luta incessante foram possibilitados a adentrar no Estúdio Base 17 em São Luis para iniciar as gravações de seu full lenght auto intitulado, que contou em suas gravações com os músicos Victor “Bossal” (vocais), Gabriel “Hiena” (guitarra), Rafael Goes (guitarra), Pedro “Gore” (baixo) e Raul “Freaky” Campos (bateria), e possui em seu set list apenas sete músicas, a produção ficou a cargo de Cid Campelo e Felipe Hyily, e todos os sons aqui constados são de autoria da própria banda.  Algumas pessoas devem estar se perguntando,..."sim mas e ai meu amigo??!!" ou o "por que" dessa resenha no THF (já que temos centenas de demos, EPs, fulls para resenhas), a resposta é bem simples meus caros leitores, não estamos aqui tratando de "mais" um disco, e sim "do disco", um "senhor disco" de uma qualidade musical surpreendente, num nível de inspiração que fazem com que mereçam o destaque aqui concedido. 

Composições estas, cantadas em inglês, e que tratam de temas diversificados como questionamentos sobre a vida, celebração do Rock And Roll, muita cerveja e noitada...O que mais me chamou a atenção em Redbeer Club, é que os integrantes não parecem desenvolver um massivo trabalho de divulgação da banda e do álbum, já que eu ativo no cenário Rock/Heavy a vinte anos e com constantes viagens a São Luis nunca nem havia ouvido falar neles, porém, todo o mérito e atenção está mesmo no principal, as composições, as músicas são o "coringa" de todo o jogo aqui, pois são absurdamente agradáveis, com peso, melodia e técnica dosados de maneira inteligente e sem excessos. Basta você dar uma única chance para esse disco, e ouvi-lo uma vez, se você curte Hard N' Heavy, com influências de Talisman, Lynch Mob, JSS, Dr. Sin, AC/DC,...ou seja, sonoridades onde percebe-se uma técnica apurada, mas sempre mantendo o felling acima de tudo, este álbum será uma surpresa muita boa pra você. 

Houve recentemente uma mudança na formação da banda, onde saiu o baterista Raul para entrada de Kim Ribeiro, a formação atual está estabilizada assim: voz - Victor Bossal, guitarra - Gabriel Goes, guitarra - Rafael Goes, baixo - Pedro Muller, bateria - Kim Ribeiro. Atualmente a banda encontra-se em processo de desenvolvimento de novas composições que integrarão o novo full lenght. O que temos aqui é “rock and roll cervejeiro”, com músicas autorais caracterizadas por muito peso, melodia e uma apurada técnica. 

Destaco todas, em especial Far Beyond My Will, It's Just Rock and Roll e Rock Is All Around. Grande disco, um orgulho de ter uma banda de uma qualidade tão elevada no meu Estado. 

Como sempre costumo lembrar, após a resenha se você se interessar pela sonoridade da banda, ouça as músicas e se depois de ouvir você realmente gostar do som, trabalhe, corra atrás e compre o material original.