Silent Hall - Gates Of Conscience‏

Por Larissa Vieira

Silent Hall, banda voltada para o Heavy Metal, formada em 2007, na cidade de Varginha (MG), com Marcos Ulisses (Vocal), Rodrigo Viela (Baixo), Jack Robson e Jorge Cardoso (Guitarras) e Silvio Cesz (Bateria) na formação atual, apresenta o EP ”Gates Of Conscience” contendo 4 faixas. 

A banda em si lembra do Angra, na fase do André Matos. Com um vocal agudo que ”entra em acordo” com o instrumental nem leve e nem pesado demais. A primeira faixa do EP intitulada ”You Can” tem uma miníma introdução da guitarra, acompanhada de uma forte e vibrante batida na bateria. ”Prisoners Of Fear”, na sequência, tem um gutural leve, mas que dá um ênfase bem bacana no som que faz uma junção incrível com o riff que marca do início ao fim.
”Sweet Dreams” foi a faixa que mais me conquistou, pois o nome lembra a música do Marilyn Manson, porém a semelhança acaba aí. Diferente do gênero ”gótico” do Marilyn, o pessoal da Silent Hall impressionou com um refrão profundo, daqueles que fica impossível esquecer. O solo inicial é daqueles também que causam arrepios, realmente incrível, que deixa aquele gostinho de quero mais. 

O impressionante de todo EP é a 4° e última faixa, diferente das outras, ”Father” é apenas no vocal e violão, um acústico magnífico e emocionante, que beira a perfeição, pode-se dizer. Quanto a arte da capa, não há muito para falar, já que é encanto à primeira vista. Composta por dois dragões, duas cobras enroscadas em pilares e um brasão com as diglas SH. Silent Hall tem tudo para ser um grande sucesso, e é recomendável tanto para quem gosta de uma coisa mais leve, e para quem gosta de algo mais pesado.