MISCONDUCTERS > RESET

Pedro Hewitt
Mesmo com sua base gringa misturada com a brasileira, o Misconducters trouxe no ano de 2012 mais um EP (Que por sinal já possui uma bagagem interessante disso) nacional que novamente não se prendeu aos rótulos, intitulado de ”Reset”. 

O material como já imaginávamos veio com 3 faixas mesclando do Hard Rock mais moderno, ao Grunge antigo, diferente dos outros anteriores que tinha algo mais Punk e HardCore, mas algo que não passa despercebido é que os vocais lembram claramente os do Wattie Buchan (The Exploited). 

A primeira música, ‘Last in Line’, transborda um peso bem elevado acompanhado de boas e divertidas variações, tendo até um breve solo do conhecido twinguitars, algo que surgiu de forma inédita dos materiais lançados até então. A segunda, ‘Reset’, vem numa pegada bem diferente que da para perceber a semelhança de Foo Fighters, mais arrastada e com um riff principal bem rock’n’roll, extremamente cativante. A terceira e última, ‘Wasting Away’, é a mais pesada do CD, com maiores doses de metal e mais variante, beirando uma forma bem técnica. 

Cada faixa é gravada de uma forma bem profissional e bem autêntica, com uma duração mínima mas conseguindo atingir o patamar do que anda rolando longe dos holofotes do mainstream gringo, atraindo cada vez mais outras tribos e criando um índice de audiência bacana. 

Tracklist: 
1- New Line 
2- Reset 
3- Wasting Away