Classic Rock Night: Imperatriz-MA 22.06.13

Marcus Headbanger Man
O Classic Rock Night rolou dia 22 de Junho de 2013 na Eventos.com em imperatriz-MA, e contou com as bandas Infamy (Death Metal) de Imperatriz, Freedom (Rock/Heavy/Hard Rock) também de Imperatriz e os headliners, Jack Devil (Thrash Metal Total Old School) de São Luis-MA, as mesmas se apresentaram justamente nessa ordem. O público compareceu, bem no estilo da ainda "iniciante" e bem "imatura" cena Heavy Metal de Imperatriz, ainda temos muito o que melhorar e fortalecer como fãs e apoiadores, para nos tornarmos uma cena sólida e referencial na região, um dos principais fatos que observo é a insegurança que o próprio público Rock passa aos organizadores de eventos Rock/Metal na cidade, os festivais são organizados praticamente sem apoio nenhum relativo a patrocínio e ajudas nos custos, são feitos na raça e na coragem e além disso, não se tem uma confiança, uma segurança se o público realmente comparecerá, não se sabe se podemos contar com 300, 200, 100 ou até menos de 100 pessoas nos shows, isso causa insegurança nos organizadores, e também no planejamento de futuros eventos, nas bandas e reflete que apesar de termos melhorado bastante dos anos 90 até hoje, ainda temos muito, mas muito o que aprender e evoluir no que se refere a cena estruturada do Heavy Metal, mas quem sabe, persistindo, mantendo uma ideologia e postura Heavy Metal e também permanecendo fieis apoiadores talvez um dia chegaremos lá.

Como de costume o gigantesco atraso já é tradição eterna e sempre constante nos shows organizados pelo pessoal do Freedom, transtornos no percurso, imprevistos e um pouco de falta de experiência, são os motivos aparentes, o que tinha previsão de início pras 22h só foi começar a meia noite, na verdade 2 minutes of the midnight, o Infamy começou a aniquilação/holocausto Death Metal Tradicional que impressionou a todos, é uma banda praticamente profissional, eles tem tudo que uma boa banda precisa pra seguir em frente, gravar o seu full-lenght e ter um destaque na cena nacional, um bom vocalista - com ótima performance vocal e de palco, um guitarrista com uma pegada pesada e ao mesmo tempo muito preciso, e a cozinha da banda é fantástica, baixo e bateria num alto nível técnico e de sincronia, foi um show pesado, rápido, cadenciado e insano, ou seja, completo, eles são muitos entrosados como banda, sou fã dessa banda, nota 10.

Os anfitriões da noite foram a segunda banda a se apresentar, A Freedom é uma banda que vem passando por um processo de transição de uma banda cover, pra uma banda autoral muito bem recebida pelo público, isso reflete na reação da galera na execução das músicas próprias, To The Fools é um Hard Rock de primeira linha, muito bem composta e executada, além dela, tocaram os clássicos covers de Quiet Riot, Accept, Running Wild, Black Sabbath, Manowar... A nata do Heavy Metal oitenstista. Destaque nessa apresentação da Freedom vai pra execução das linhas de guitarra muito pesadas e com uma pegada selvagem o que encaixou perfeitamente no som da banda de Rodrigo (Goiaba) que substituiu o guitarrista original da banda Luciano, que está viajando. Ótima banda, ótimo show.

E então sobe ao palco a rapaziada gente fina da Jack Devil, executam um Thrash Metal total old school, com nítidas influências de Exodus, Dark Angel, Anthrax (antigo 80'), Slayer, Destruction, Living Death, ou seja, eles mesclam no som da banda, as melhores caraterísticas americanas e alemãs do verdadeiro Thrash Metal, produzindo assim o estilo Jack Devil de compor e tocar Thrash, simplismente devastador! Stage dive e mosh pit constantes e históricos, do início ao fim do show, sem pausar pra nada, mesmo porque a banda não deixava a turma ficar quieta, e pra finalizar a apresentação cover de Arise, sem palavras pra esse momento, Sinceramente eu parei ao lado do palco e fiquei observando e analisando o som e performance da banda, foi um dos poucos e raros momentos que senti orgulho de ser Maranhense, pois hoje podemos bater no peito e afirmar que as nossas bandas estão entre as melhores bandas de Thrash e Death Metal do Brasil.

No geral foi um ótimo evento, bem eclético, bem organizado, qualidade de som simplesmente perfeita (o que é muito raro aqui), parebênizo o Wsclay e Fábio pela iniciativa, atitude e coragem por botar mesmo pra fazer acontecer shows em Imperatriz, porque enquanto alguns só reclamam, critícam, não contribuem e também não comparecem pra apoiar em absolutamente nada, vocês estão contribuindo e fazendo a parte de vocês pra nossa humilde cena Rock, agradecer ao nosso bom público por prestigiar e agitar os shows, agradecer aos baby-metals (sem eles acho que nem shows teríamaos aqui, são eles quem fazem volume e bancam os shows) kkk, as bandas por nos proporcionarem apresentação irreparáveis e agradecer especialmente demais ao Robert Johnson por ter/sem querer, inciado com o processo do que viria a se tornar o Rock N Roll nos anos 30'! kkk

Hail Heavy Metal Sempre!